Como Investir na Bolsa de Valores Com Pouco Dinheiro

Como Investir na Bolsa de Valores Com Pouco Dinheiro


O e-book "Como Investir na Bolsa de Valores Com Pouco Dinheiro" ensina um investidor iniciante e com qualquer quantia de dinheiro, por menor que seja, a investir em ações, fundos de ações e fundos etf's. Ele possui 160 páginas e cobre também os assuntos psicologia da bolsa de valores, gestão de investimentos, relatórios de investimentos, análise técnica e fundamentalista e muito mais.

A versão Plus vem com o e-book “Como Investir na Bolsa de Valores Com Pouco Dinheiro”, oferece as Atualizações Gratuitas e contém também o e-book "A Sabedoria de Buffett e Livermore" e o "Kit do Investidor" com diversas ferramentas para ajudar os novatos a entenderem o mercado.

Vamos começar com um passo a passo:


  1. Pesquise algumas corretoras da bolsa de valores e abra a sua conta;
  2. Envie o dinheiro que você deseja investir para a conta (DOC, TED ou Transferência);
  3. Veja na plataforma deles as ações, fundos de ações ou ETF’s que você deseja investir;
  4. Entenda que você tem uma chance de 72% de desistir da bolsa de valores em menos de 3 meses;
  5. Utilize uma estratégia específica para quem tem pouco dinheiro para investir!

É sério!?

É só isso mesmo?

Escolher um investimento e acabou?

Seria ótimo, mas infelizmente na prática a coisa não é bem assim…


Como eu disse, você pode pode sim ter retornos muito altos na bolsa de valores, mas infelizmente não é tão simples atingir esses retornos porque investir na bolsa é fácil sim, mas investir BEM na bolsa de valores é muito mais complicado.

É por isso que eu preciso te dar um alerta EXTREMAMENTE importante que vai mudar o jeito que você olha a bolsa de uma vez por todas, mas antes de entrarmos nisso, eu vou “dissecar” esse passo a passo acima para você entender tudo certinho:

1 – Pesquise algumas corretoras da bolsa… e se afogue em um mar de opções e confusão!

É um fato!

Não tem como mudar.

Mas para investir você precisa ter conta em uma corretora da bolsa de valores. Eles servem como o intermediário entre você e o mercado e sem eles, sinto muito, mas não tem como negociar os seus investimentos em renda variável (ou até em renda fixa).

O problema é que ao contrário de arroz ou feijão, que são praticamente todos iguais, existe uma diferença MASSIVA entre uma corretora e a outra, então se você não souber escolher direito (isto é, uma corretora barata, mas boa o suficiente), você pode encontrar graves problemas.

Obviamente, como existem muitas corretoras diferentes, existem muitas opções no mercado, então a chance de você ficar confuso ou apenas chutar o pau da barraca e escolher mal, é muito grande!

Mas não “priêmos cânico”!

Não é tão comum assim alguém escolher uma corretora terrível e se dar mal!

Então vamos continuar analisando de forma fria e calculista (muahahaha) o nosso passo a passo…

2 – Envie o dinheiro que você deseja investir para a conta (DOC, TED ou Transferência)… se você tiver o suficiente!


Depois da conta aberta, você precisa enviar o seu dinheiro.

Afinal, não tem como investir sem dinheiro!

E aí que está o problema!

As pessoas costumam não ter a mínima ideia de quanto dinheiro você precisa para investir na bolsa de valores… apesar de que esse menino de 10 anos sabe até mais do que isso:


A única coisa que elas sabem é que existem ações que custam centavos (pois é, costumam ser as piores – mas nem sempre) e outras que custam poucos reais.

Porém, você paga taxas que vão de R$3 até R$20 para comprar ações, então se a ideia é comprar uma única ação de R$3 e a taxa é de R$3, a ação precisa valorizar 100% só para você ficar no 0 a 0.

É verdade que na prática você pode investir de um modo específico com menos dinheiro, apenas R$200, sem se preocupar muito com as taxas (eu logo vou te dizer como), mas antes disso vamos continuar com o passo a passo…

3 – Veja na plataforma deles as ações, fundos de ações ou ETF’s que você deseja investir… mas cuidado com as “dicas” das pessoas!


Quer comprar ações?

Talvez até uns fundos de ações?

Quem sabe ETF’s? (Duvido que você conheça!)

Pois é, existem muitos tipos de investimentos na bolsa de valores, é uma variedade tão gigante, mas tão gigante que muita gente simplesmente não sabe por onde começar.

Claro, tem sempre têm aqueles tontos (sinto muito se você for um deles) que acham que investir em ações significa comprar Petrobras e Vale e nada mais porque “o risco é grande demais e eu vou perder tudo e socorro por favor não mate ahhhhhhh!”, mas isso é só a ponta do iceberg.

A verdade é que existem diversas maneiras diferentes de se investir, mas muitos não tem saco de se informar. Como as pessoas são preguiçosas, elas acabam indo atrás de dicas e palpites de outras pessoas que nem sempre são qualificadas para isso.

Você sabe que os corretores da bolsa teoricamente são proibidos de dar dicas para os clientes, mas eles dão mesmo assim porque toda vez que você compra uma ação ele ganha uma comissão?


Em outras palavras, se você gosta de viver no mundo da lua e acha que é só sair investindo em qualquer coisa que você se dará bem, por favor, deixe seu dinheiro na poupança mesmo porque a bolsa de valores não é para você e você só vai perder.

E o motivo é triste.

🙁

4 – Entenda que você tem uma chance de 72% de desistir da bolsa de valores em menos de 3 meses!


Um estudo de 2017 de cientistas da Universidade de Berkeley nos Estados Unidos mostrou que muitos investidores seguem sim o passo a passo acima, mas não conseguem gerar nenhum tipo de lucro e acabam desistindo cedo demais…

Ou seja, muita gente acha que é só chegar lá e sair ganhando dinheiro, o que não é verdade.

Só que pelo outro lado…

Investidores como George Soros, Warren Buffett, Paul Tudor Jones e muitos outros continuam ganhando milhões (e até bilhões) quase que sem dificuldades.

Além deles, muitos investidores comuns conseguem investir na bolsa de maneira consistente e segura apesar de toda essa bagunça política de 2018.

E agora?

O que separa os infelizes iniciantes das estatísticas das corretoras e os bem sucedidos investidores milionários da bolsa de valores?

Bem, isso vai soar bobo e óbvio, mas por algum motivo bizarro, são poucos os que realmente entendem e aceitam este simples “segredo” que é o seguinte:

É muito fácil e simples investir na bolsa de valores pela internet… mas fazê-lo CORRETAMENTE e de maneira LUCRATIVA requer um pouco mais de dedicação por parte do investidor…


Ahh, jura?

Sem essa dedicação, será inevitável enfrentar problemas como

  • Indecisão: como existem muitas aplicações, o investidor mal informado não saberá escolher. E quando tomar uma decisão, a chance de ter feito uma má escolha será alta…
  • Medo: quem não sabe escolher, não sabe o que está fazendo e quem não sabe o que está fazendo fica com medo de perder dinheiro. É aquela velha história de ter medo do desconhecido.
  • Perdas: aplicações ruins + medo = perdas financeiras. E quando fica óbvio que o investimento é ruim, a pessoa tende a torcer para que as coisas mudem, enquanto elas pioram…
  • Vergonha: depois de fazer tudo errado, chega a hora de encarar a família ou a si mesmo com a vergonha de decepcionar quem conta com você ou simplesmente de sentir um chute no ego.
Como todos esses problemas vem da falta de conhecimento, fica fácil ver que os investidores com medo de investir e que perdem dinheiro… são os que apenas NÃO SABEM investir na bolsa de valores!

Se elas tivessem o conhecimento necessário, as coisas seriam diferentes…

  • Confiança: se você é um investidor educado, obviamente terá a confiança na hora de aplicar pois você SABE identificar as melhores aplicações com facilidade e não vai ficar indeciso.
  • Segurança: também nunca terá medo de perder dinheiro pois quem SABE que o inofensivo sobe e desce dos mercados (que apavora os iniciantes), faz parte do jogo.
  • Ganhos: logo, dificilmente fará algo de muito errado na bolsa e mesmo que perca um pouco aqui e ali (como é normal até para os bilionários), no final ganhará muito dinheiro…
  • Orgulho: …e assim, com todo o sucesso, ao olhar no espelho e para sua família, sentirá apenas satisfação, felicidade e orgulho.

O triste é que os que não se preparam, perdem dinheiro e desistem, nunca poderão alcançar os milhões que seriam conseguidos com a educação certa e o mínimo de paciência…

Porém, para completar, existe um último passo vital:

5 – Utilize uma estratégia específica para quem tem pouco dinheiro para investir… porque as outras não tem como funcionar no começo!


Pois é, não adianta sair investindo de qualquer jeito porque além disso não funcionar, quando o seu capital é pequeno, as regras dos investimentos na bolsa mudam completamente!

Olha só:

  • Como as taxas tem um peso maior, cada centavo vale e aí, você vai precisar escolher a sua corretora como se você fosse um atirador de elite, sem errar.
  • Já que muitas ações tem um preço alto, talvez você precise esperar um pouco até conseguir fazer novos aportes e com isso, perca oportunidades.
  • Se o capital realmente for pequeno, você talvez seja obrigado a ficar um tempo com o dinheiro investido em fundos de ações.

O legal é que tudo isso tem o seu lado positivo!


Além de investir na bolsa de valores com R$200 a R$5000 ser possível e poder ser muito rentável, eu diria até que é melhor começar com pouco porque a pressão é menor e você consegue absorver o que você aprende de forma mais saudável sem deixar as emoções subirem a sua cabeça.

Porém, o jogo é realmente diferente e você precisa levar isso em consideração.

Então seja esperto e ouça quem já esteve no seu lugar, afinal…

“Eu não tinha uma estratégia que considerava meu pequeno capital e adivinha? As coisas deram errado!”


Com foi uma história relativamente educativa, eu vou te contar o que aconteceu comigo para servir de alerta para você.

Bem, para quem não me conhece, meu nome é Hugo Teixeira e eu sou o criador desse site e investidor em tempo integral. Mas eu não nasci sabendo aplicar na bolsa, e como muitos, meus primeiros passos foram dramáticos.

Eu comecei sendo ingênuo demais e achando que poderia ganhar rios de dinheiro sem estudar, perdi 7% do meu capital inicial (de apenas mil reais) na primeira aplicação. Ao final de 3 meses, mandei 17% do dinheiro para o espaço…

Depois fiquei conhecendo outras técnicas e sistemas sem nunca entender nada direito e me frustrando cada vez mais.

Resolvi investir num fundo de ações ruim e perdi mais da metade do meu dinheiro. Joguei o resto em ações individuais e lá se foram mais de 30% do que eu tinha…

Aos poucos comecei a pensar que a bolsa não era para mim… e por um momento, considerei até aplicar o resto do dinheiro na poupança para enriquecer só em 2092!

A coisa foi piorando de tal modo que em pouco tempo eu não tinha mais quase nada!

Mas chame de coragem ou de teimosia… ao perder os últimos 347 reais numa ação que eu não lembro o nome e comprada sem motivo lógico… enfim admiti que eu estava perdido…

PARA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O PRODUTO,  CLIQUE NO PRODUTO A BAIXO:

Postagens populares